terça-feira , 24 novembro 2020

Polícia Civil monta Delegacia Móvel para atuar no Povoado do Senhor do Bonfim

Desde o dia 12 de agosto, a Polícia Civil do Estado do Tocantins, por meio da 8ª Delegacia Regional de Dianópolis (8ª DRPC), se faz presente no Povoado do Senhor do Bonfim, onde está atuando durante o período em que tradicionalmente é celebrado o festejo e a romaria que ocorrem anualmente naquele local. Para dar suporte e proteção aos romeiros que visitam o local, a PC-TO instalou uma Delegacia Móvel que funciona 24 horas por dia e é composta por uma equipe completa com delegado, escrivão, além de quatro agentes de polícia.

 

Segundo o delegado Joadelson Rodrigues Albuquerque, titular da 98ª Delegacia de Natividade, mesmo com o cancelamento da programação oficial do evento por conta da pandemia do coronavírus, muitos fiéis ainda se deslocam até o povoado, que fica distante 23 quilômetros do centro da cidade de Natividade, para pagar alguma promessa por uma graça alcançada ou mesmo visitar o local.

 

“Estamos vivendo um ano atípico com a pandemia do novo coronavírus e, em virtude disso, a programação oficial e a romaria que acontece todos os anos em direção ao Senhor do Bonfim foi cancelada. No entanto, missas estão sendo celebradas diariamente e desse modo, muitas pessoas, mesmo sabendo do cancelamento, percorrem longas distâncias para chegar até o povoado, o que nos motivou a mais uma vez montar uma delegacia móvel no local para dar segurança e lidar com ocorrências variadas que, por ventura, possam acontecer”, ressalta o Delegado.

 

Mesmo com o movimento bem abaixo dos últimos anos, o delegado Joadelson relata que a Polícia Civil do Tocantins, após avaliar a situação, decidiu traçar um planejamento para instalar a Delegacia Móvel no Povoado para dar mais tranqüilidade aos romeiros. A unidade funciona em regime de escalas, 24 por dia. Foi instalada no dia 12 e ficará no local até o dia 17.

 

Para o padre Leomar Souza da Silva, reitor do Santuário do Senhor do Bonfim, a presença das forças de segurança é de suma importância para que as atividades realizadas no local possam continuar ocorrendo dentro da normalidade e sem maiores contratempos, mesmo com as fortes restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus. “As forças de segurança desempenham um papel fundamental no que diz respeito ao fornecimento do suporte necessário para as festividades e para a romaria que aqui são realizadas. Tem sido assim, ao longo dos últimos anos e, mesmo agora, com o cancelamento da romaria, muitos romeiros ainda estão se deslocando a fim de visitar o santuário, o que demanda uma atenção especial com o objetivo de oferecer segurança a todos”.

“As Polícias Civil e Militar, aqui instaladas, proporcionam mais tranqüilidade a todos os participantes do evento e, sendo assim gostaria imensamente de agradecer a Secretaria de Estado da Segurança Pública, e também ao Comando-Geral da Polícia Militar por disponibilizar o aparato necessário para que pudéssemos ser capazes de dar continuidade às missas e demais ações aqui realizadas”, disse o reitor.

Para o delegado Joadelson Rodrigues, a Polícia Civil, mesmo com o cancelamento da romaria, entendeu que seria importante estar presente no local. “Consideramos de grande valia e importância a participação ativa da Polícia Civil aqui no Povoado, uma vez que com a delegacia móvel funcionando com plena capacidade, podemos intervir e realizar procedimentos que se fizerem necessários”, relata o delegado.

Sobre destaquecidade destaquecidade

NOTÍCIAS DO TOCANTINS - BRASIL - MUNDO

Veja Também

PM/TO detém mulher acusada de sacar benefício sem a autorização da vítima

A Polícia Militar, por meio do 9º Batalhão, prendeu na manhã dessa quarta-feira, 26, em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat